Bariloche – Argentina

Bariloche é uma cidade com cerca de 130 mil habitantes localizada no norte da Patagônia argentina e na região dos lagos andinos. Não é de hoje que esse nome faz sucesso entre os brasileiros, que muitas vezes aproveitam a viagem para ter seu primeiro contato com a neve. Mas quem pensa que a cidade deve ser visitada apenas no inverno, engana-se. Quando o branco da neve vai embora, Bariloche ganha infinitas cores da primavera, com tons de ocre, vermelho e marrom no outono e esbanja verde no verão. Os meses mais quentes permitem muitas atividades ao ar livre, como caminhadas, rafting e passeios de bicicleta. Paisagens dignas de cenas de filmes. Lagos de águas cristalinas acompanhados de uma geografia acidentada, cheia de morros verdes no verão e branquinhos de neve no inverno. Conheça essa cidade apaixonante e volte muitas vezes!

Bariloche

Quando ir

É possível visitar a cidade o ano inteiro.O verão é indicado para fazer caminhadas e passeios ao ar livre, pois nesse período as temperaturas estão mais agradáveis e o tempo, mais firme, sem tantas chuvas. O inverno, por outro lado, traz a neve – se sua ideia é conhecer Bariloche toda branquinha e fazer esqui ou snowboard, não há dúvidas: vá no inverno!

 

No verão, a média fica na casa dos 14ºC, ultrapassando os 20ºC em dias quentes. Nessa época o sol fica presente por mais tempo – a escuridão só chega lá pelas 21h-22h e é possível aproveitar melhor o dia. O inverno é o período das precipitações e, consequentemente, da neve. As temperaturas ficam em torno dos 2,5ºC, podendo ser mais altas durante o dia, na casa dos 8ºC, mas também chegando a médias mínimas de -3ºC e sensação térmica de -16ºC durante a madrugada, por exemplo. Sim, faz bastante frio!

Passeios

Bariloche é destino ideal para quem procura por paisagens lindas e adora curtir a natureza. Seja em caminhadas, praticando mountain bike, esqui ou cavalgando, as atividades ao ar livre são um dos maiores atrativos desta cidade. No alto dos cerros, o visual e a gastronomia das cafeterias e restaurantes são um bônus nesta viagem incrível.

Circuito Chico

Para começar o roteiro, recomendamos fazer o Circuito Chico (pequeno), um passeio de meio dia que percorre as margens do Lago Nahuel Huapi até o famoso Hotel Llao Llao. Durante esse passeio você poderá fazer uma parada no Cerro Campanário, com um visual panorâmico incrível, e pequenas paradas em mirantes ao longo do lago para tirar fotos – inclusive com os cachorros são-bernardo, populares na cidade.

Cerro Catedral

_cerro-catedral

Nesta montanha fica a estação mais tradicional da cidade, com 70 quilômetros de pistas. Oferece atividades como motos de neve e trenós, restaurantes, chocolaterias e cafés, além de lojas e até um pequeno shopping. Outra atração é o bondinho (funicular) com proteção para o frio, garantindo vista espetacular da região. Se visitar o local no verão, aproveite para fazer escalada em rocha, caminhadas para observação da flora e fauna, além de trekking até o refúgio Frey.

Villa La Angostura

A cidadezinha no pé da Cordilheira dos Andes é rodeada de lagos, rios e bosques, com diversas atividades culturais e esportivas. Os esquiadores aproveitam as pistas de Cerro Bayo, ideais para iniciantes. A vila ainda tem um porto, a lagoa Selva Triste e um centrinho com lojas de chocolate e de souvenir.

Ilha Victoria e Bosques de Arrayanes/ Puerto Blest e Cascata de Los Cántaros

Villa Victoria

Como a região é composta por lagos de águas cristalinas, recomendamos fazer ao menos um passeio que envolva navegação. Duas opções de passeio de barco bastante populares são o de Ilha Victoria e Bosque de Arrayanes e o passeio a Puerto Blest e Cascata de Los Cántaros. O primeiro chama a atenção pelo contato com a natureza e pela possibilidade de observar as árvores da região, enquanto o segundo é interessante para admirar a paisagem, seus morros e a cor dos lagos – se puder, navegue pelo Lago Frías, que tem água verde, muito bonita.

Atrações

Além de esportes radicais na neve e nos bosques de Bariloche, há muito o que se fazer nesta cidade da patagônia.

Cassino

Situado no hotel Panamericano, o El Tresor Casino de Bariloche é aberto para não-hóspedes e dispõe de 35 mesas de jogo, máquinas caça-níqueis e programação de shows musicais.O Cassino de Bariloche, que tem três andares e fica na área central da cidade, oferece várias opções de jogos e é uma boa opção para curtir a vida noturna da cidade.

Catedral de Bariloche

SONY DSC

SONY DSC

Quando reservar um momento para andar pelo centro da cidade, não deixe de passar pela Catedral de Bariloche, que homenageia Nossa Senhora Nahuel Huapi. A igreja católica mais importante da cidade foi inaugurada em 1946 e construída em estilo neogótico, com arquitetura imponente, vitrais coloridos na parte interna e belos jardins.

Centro Cívico

Bariloche_Centro_Civico

O Centro Cívico de Bariloche é um dos pontos turísticos mais importantes da cidade. É no lugar, cercado por edifícios de arquitetura peculiar, que estão o monumento a Julio Roca, a bandeira argentina e o Museu de La Patagonia. Fundado em 1940, o local tem características arquitetônicas das regiões montanhosas da Europa e concentra os prédios administrativos dos correios, polícia, museus e a prefeitura.

Onde ficar

Bariloche oferece uma grande quantidade de hotéis e permite que os visitantes tenham muitas opções na hora de escolher onde ficar, especialmente se a reserva não for feita em cima da hora. Os preços funcionam de acordo com a demanda – muita procura, preços mais altos. Se quiser economizar, evite o mês de julho, período em que a cidade fica cheia de gente.

Bariloche oferece muitas opções de hospedagem em duas áreas principais: no centro e na avenida Bustillo, que fica ao redor do lago Nahuel Huapi. A vantagem do centro é a proximidade com o comércio e o fácil acesso aos transportes. Já no Nahuel Huapi, a vista e a tranquilidade são os maiores atrativos.

Panamericano Bariloche & Spa

Panamericano Bariloche & Spa

O Panamericano fica localizado a 800 metros da rua Mitre e possui piscina aquecida com vista panorâmica, solário, spa, bar, sala de jogos, academia, sauna, acesso wi-fi (pago) em todo o hotel e clube infantil. O único cassino de Bariloche está ligado ao hotel por uma passarela de vidro.

Hotel Bellavista

Localizado em Bariloche, o Hotel Bellavista fica próximo do belo Lago Nahuel Huapi. Oferece restaurante, sala de estar, salão de eventos e internet wi-fi. Os 53 quartos são equipados com cofre, TV por assinatura, som ambiente e telefone.

Hotel El Casco Art Hotel

el-casco-art-hotel

Situado em uma paisagem espetacular, o El Casco Art Hotel fica a 3 quilômetros de Capilla de San Eduardo. Lá você encontra comodidades como café da manhã, restaurante, bar, serviço de quarto, piscina coberta e aquecida, piscina externa, spa, banheira de hidromassagem, sauna e concierge.

Casa en Avenida Bustillo

Oferecendo vista impressionante do Lago de Nahuel Huapi, a Casa en Avenida Bustillo Km 4,5 oferece acomodações em San Carlos de Bariloche. A propriedade fica a 4,5 km do Centro Cívico. Além disso, você poderá praticar diversas atividades no local ou nos arredores, tais como esqui, ciclismo e pesca.

 

Bariloche é bem assim, um lugar com natureza privilegiada, boa estrutura e uma enorme variedade de passeios para explorar suas belezas. Com certeza, uma vez só não será o suficiente. Você vai embora dessa cidade querendo voltar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *