Angola: um roteiro para mochileiros

Quem nunca imaginou colocar uma mochila nas costas e conhecer algum
lugar? Para quem tem esse sonho, Angola é o lugar perfeito. Muita beleza e de
uma riqueza natural, para os mochileiros é o lugar perfeito para expandir
conhecimentos, desfrutar de muita aventura e conhecer sua fauna.

Primeiro passo
Antes de mais nada a primeira coisa a se considerar para se viajar para Angola
é a escolha da Companhia aérea. Podemos escolher seus voos pela South
África e a TAAG Linhas Aéreas de Angola – Angola Airlines, onde são
oferecidos voos diretos com saídas para São Paulo e do Rio de Janeiro. Seu
voo direto dura 8 horas e o segundo passo é o visto.

O visto
Na entrega da documentação na embaixada de Angola, se coleta a biometria, a
entrega de documentos que devem ser entregues rigorosamente como é
solicitada e o prazo para análise do recebimento do visto é em torno de 10 dias
úteis, portanto, programe-se antes.

O turismo nesse país
Em Angola o turismo ainda não é uma realidade, tudo devido a sua
infraestrutura que não há na cidade, por causa das guerras. Geralmente quem
vai a Angola, tem algum vínculo de trabalho. Os angolanos costumam usar
vans ou as famosas candongas, barcas e carros, mas o seu trânsito é muito
caótico.

A moeda local
Sua moeda é o Kwanzas, leve dólares e troque por esse dinheiro local, mas
sempre troque nos bancos, pois, a diferença entre bancos e nas ruas é
enorme, e como em qualquer cidade grande, cuidado com seus pertences e
sua mochila, imprevistos podem acontecer e não deixe isso afetar seu
planejamento de viagem em Angola.
Melhores lugares de Angola para os mochileiros
Lubango fica na província de Huíla, uma cidade linda. É conhecida
mundialmente como a Europa Africana, com suas cachoeiras lindas, seus
principais pontos turísticos são Serra da Leba e Fenda da Tundavala. Vamos a
elas!

Serra da Leba

É uma estrada perigosa, seu percurso é em ziguezague, uma atração turística
em Angola, um verdadeiro cartão postal, atraem muitos turistas aventureiros e
mochileiros, todos em busca de se avistar uma bela paisagem ao seu redor.
Seu desfiladeiro é uma montanha que chega em 1.845 metros acima do mar,
com sete curvas e todas fechadas.

Fenda da Tundavala
Um enorme abismo com cerca de 1.300m, fica ao lado da Serra da Leba, com
muitas falésias, na cordilheira de Cheba.

Deserto de Namibe
Mais um lugar que não pode ficar de fora de um roteiro para mochileiros,
Namib significa na língua local “enorme” é o mais antigo deserto do mundo,
com área de 50.000 Km², muito maior que a Suiça. Lá o deserto e o mar se
encontram, criando belas paisagens que somente lá existem.

Luanda
Uma cidade grande, muita circulação de carros e pessoas, vendedores
ambulantes, restaurantes que são influenciados por portugueses e
moçambicanos e toda essa viagem é válida para os mochileiros que curtem
muitas aventuras, conhecimentos com uma nova cultura e novos povos. Uma
viagem para esticar as pernas e com muito fôlego.

Add comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdos Relacionados

Airbnb Grátis [CADASTRE-SE]